"Vamos retirar a chucha. E agora?"

A chucha é utilizada para acalmar os bebés desde muito cedo. No entanto, o seu uso inadequado ou prolongado pode interferir no desenvolvimento das estruturas orofaciais, tais como: promover a respiração oral e provocar alterações na musculatura orofacial, na posição da língua e dos dentes. Para além disso, estas alterações poderão ter um impacto direto no processo de aquisição da fala.

Tendo em conta que é introduzida precocemente, a retirada da chucha na idade recomendada, entre os 2 a 3 anos, pode ter um impacto no bem-estar emocional da criança. Torna-se, assim, fundamental preparar a criança para este processo, sendo necessário que seja gradual.


Aproveitando este momento, que as famílias se encontram em casa, ficam algumas estratégias para retirar a chucha aos mais pequenos:

1 – Tratar o tema com naturalidade e não fazer dele o centro da vida da criança

2 – Combinar uma data oficial para a retirada da chucha. Neste caso, poderá associar a uma data importante (aniversário, férias, Natal). É importante que os pais não voltem atrás na data oficial.


3 – Fazer um ou vários furos com uma agulha na chucha. A criança vai perdendo o interesse e o prazer de sugar a chucha e poderá ser ela a rejeitar o uso da chucha.

4 – Limitar o uso da chucha em momentos do dia e reduzir o número de horas de utilização, não levando a ou as chuchas para todos os locais que a criança frequenta. A criança deverá, ainda, ser incentivada a utilizar a chucha apenas em casa e à noite.

5 – Retirar a chucha ao dormir. Antes deste procedimento, deve explicar à criança que lhe vai retirar a chucha para dormir, mas que ela ficará ao seu lado, sempre disponível para que se acordar, a possa voltar a usar. O objetivo é deixar a criança com a maior segurança possível no processo.

6 – Não substituir a ou as chuchas no caso de se danificarem. É certo que a maioria das crianças que usa chucha tem mais do que uma em casa, pelo que sempre que uma se danificar, não deverá substituir por uma nova.

7 – Dar a opção de escolha à criança, entre falar ou chuchar. Não permita que a criança faça as duas ações em simultâneo. Explique-lhe que não a consegue perceber e, dessa forma, que a criança terá de tirar a chucha para se fazer entender.

8 – Crie uma tabela de incentivo, para que cada vez que a criança decida ficar sem chucha, vá ganhando pontos ou estrelas.

9 – Utilize o simbolismo para ajudar no processo de deixar a chucha. Podem construir em conjunto uma árvore ou uma arca das chuchas e deixar a chucha lá, explicando que é onde as crianças deixam as suas chuchas quando já não precisam delas. Também pode “enviar” para a fada das chuchas.

10 – Aproveite o nascimento de um bebé na família ou no círculo de amigos para oferecer a chucha. Explique que o bebé agora é quem precisa da sua chucha e torne este um momento especial, envolvendo a criança na preparação da prenda.


Por fim, mas não menos importante, elogie cada conquista da criança!

A recompensa deverá ser com momentos e brincadeiras e não em recompensa material.



46 visualizações