A ansiedade é minha 'amiga'

Atualizado: 8 de Nov de 2019


Frequentemente, em consulta, chegam-nos pessoas muito aflitas e em sofrimento sem saber como lidar com a ansiedade que sentem.


Quando questiono em sessão sobre como vêem a ansiedade, a resposta é sempre de que a ansiedade é uma coisa má, porque obviamente a pessoa está em sofrimento e a vê como um incómodo. No entanto, a ansiedade não é algo negativo, pois ela tem uma função adaptativa na nossa vida, daí a sua existência.


A ansiedade é relativa a receios que temos. O medo, tal como a ansiedade, é muitas vezes visto como uma emoção negativa, quando tem a função de nos proteger. A ansiedade existe para que fiquemos mais hipervigilantes ao que se passa à nossa volta. Se vou ter um exame importante, por exemplo, é natural que me sinta um pouco ansiosa, pois necessito ter atenção ao que estou a fazer, contudo essa ansiedade termina quando acabo de fazer o exame. Essa é a ansiedade dita 'normal'. O problema é quando vivemos sempre com ela e não conseguimos 'desligar'. Aí, passa a ser ansiedade patológica.


Já andou de montanha russa? Sabe qual é a sensação? Quando experimentamos adrenalina o nosso corpo fica contraído, todos os nossos músculos contraem, sentem-se tremores e arrepios , calafrios, suores e o coração e respiração acelerados. Contudo, assim que a adrenalina passa, o corpo pode ficar dorido, mas estes sintomas cessão. Viver com ansiedade é viver contantemente 'numa montanha russa'. Quantas vezes já deu por si com dores na zona do pescoço ou de cabeça e não percebeu que, talvez, fosse ansiedade?


Normalmente, a ansiedade que sentimos provém de pensamentos automáticos negativos, por norma catastróficos, que posteriormente acabam por não se verificar e não têm grande probabilidade de ocorrer. É o chamado 'sofrer por antecipação', que é o 'síndroma' das pessoas com um funcionamento ansioso.


É claramente, importante protegermo-nos e estarmos atentos ao que se passa ao nosso redor, mas viver no 'dia de amanhã', sem viver o hoje e considerar o negativo primeiro, trás tudo menos bem-estar.


Não pense nos obstáculos primeiro, considere as soluções e não 'pinte' o cenário tão negativo, vai ver que se surpreende!


Contudo, se o problema da ansiedade estiver a comprometer a sua vida e o seu bem-estar e não conseguir lidar com ela sozinho, procure um profissional da área da psicologia para o poder ajudar. Não temos de controlar e lidar com tudo sozinhos.

0 visualização