top of page

Vitamina D neste dia de verão? Eis a questão...



A vitamina D pode ser obtida pelo organismo através da alimentação ou pela sua síntese cutânea. Ainda assim, a alimentação contribui de forma diminuta para a obtenção desta vitamina, dado cerca de 90% da mesma resultar da sua síntese na pele, por exposição solar. A Vitamina D3 ou colecalciferol é a sua forma ativa, a qual é sintetizada na pele quando exposta a luz solar direta.

Entre os fatores que reduzem a sua síntese pela pele, estão o uso de roupas que cobrem grande parte do corpo, o uso de protetores solares, a pouca exposição solar e a poluição atmosférica.

Destacam-se como fontes alimentares de vitamina D, o salmão selvagem, o óleo de fígado de bacalhau, a sardinha, o atum e o fígado de boi.


Principais funções da vitamina D

· Absorção intestinal de cálcio e fósforo

· Manutenção do normal funcionamento do sistema imunitário

· Crescimento e normal desenvolvimento dos ossos e dentes

· Diminuição do risco de desenvolver doenças infecciosas


Fatores de risco associados ao défice de vitamina D

· Idade ou gravidez (apresentam maiores necessidades de vitamina D)

· Medicação (nomeadamente a toma de corticóides)

· Permanecer demasiado tempo em ambientes fechados, com luz artificial

· Pele escura

· Excesso de peso

· Geograficamente, viver em locais afastados do equador


Manifestações clínicas associadas à carência de vitamina D

· Osteomalacia e/ou Osteoporose (os sintomas associados incluem dor óssea, fraqueza muscular, fraturas e dificuldade na marcha)

· Espasmos musculares

· Sudorese (transpiração) excessiva

· Malformações ósseas

· Depressão

· Cansaço


Em súmula, torna-se fundamental avaliar anualmente o valor sérico de vitamina D de forma a prevenir e/ou tratar o seu défice, na maioria dos casos, recorrendo a suplementos para o efeito.







49 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page