Plasticina!... Um aliado para entreter as crianças em quarentena

A plasticina é um dos materiais preferidos das crianças, quando chega a hora de brincar. É, também por isso, um dos principais recursos utilizados pelos Terapeutas Ocupacionais pediátricos, potenciando as mais variadas atividades terapêuticas.


Com a plasticina é possível trabalhar-se a nível motor, sensorial, cognitivo, afetivo e social:

  • competências motoras - estimula a motricidade fina, ao nível da força (ex: beliscar a massa), destreza (ex: passar a massa entre os dedos) e coordenação bilateral (ex: utilização da tesoura ou outros equipamentos para cortar ou fazer bolinhas com as duas mãos);

  • competências sensoriais - quando a criança manipula a plasticina (amassar, enrolar, achatar, esticar…) para além de receber uma sensação tátil, está a estimular também a proprioceção. Se quisermos aumentar o estímulo podemos adicionar grãos de arroz, por exemplo. Através das diferentes cores também é estimulada a visão e, se a plasticina for feita em casa, é ainda possível adicionar-se aromas diferentes e, deste modo, estimular o olfato;

  • competências cognitivas - é possível trabalhar-se ao nível da atenção/concentração, formação de conceitos (ex: separar por cores; criar formas, letras ou números), sequenciação, resolução de problemas, memória, entre outros;

  • competências afetivas - pode ajudar a criança a exteriorizar as suas emoções; transmite mais confiança, aumentando a sua autoestima; estimula a criatividade e imaginação e potencia comportamentos de calma e tranquilidade;

  • competências sociais - é um meio para a criança brincar com outros (pares / familiares / terapeuta), partilhando ideias e objetos.


Exemplos de atividades

Com a plasticina é possível realizarem-se as mais variadas atividades, podendo aliar o brincar à aprendizagem:

1. Fazer bolinhas de diferentes tamanhos e colocar por ordem (mais pequeno ao maior, ou vice-versa) – classificar por tamanhos

2. Separar por cores e fazer associação – classificar por cor

3. Enrolar na forma de uma minhoca e cortar com a tesoura. Com os bocadinhos cortados, fazer bolinhas e dividir por partes iguais ou quantidades à escolha

4. Criar casas, castelos e diferentes formas à imaginação da criança (podem ser utilizados outros materiais como palitos de madeira)


Agora que, por força maior, passamos todos mais tempo em casa, deixo uma receita caseira para a criação da própria plasticina. Com ingredientes e modo de preparação simples, é uma boa ideia para uma tarde diferente e, sem dúvida, divertida!


Ingredientes necessários

- 2 colheres de chá de óleo

- 2 colheres de chá de cremor tártaro (às vezes usado na confeção de doces e afins)

- 1 chávena de farinha

- ½ chávena de sal

- 1 chávena de água

- Algumas gotas de corante alimentar


Misturar num tacho os ingredientes secos. Ir adicionando os líquidos gradualmente. Mexer em lume brando até a massa ficar uma bola. Retirar a massa para uma tábua e amassar até ficar macia e esponjosa. Dividir a massa nas quantidades desejadas e colocar corante de cores diferentes.

A massa deve ficar a esfriar durante uma noite e depois ser guardada num saco plástico fechado.



Depois…

é só brincar!

25 visualizações