O perdão como atitude de resiliência


O perdão é um processo intencional, muito complexo, que pode ser definido como “amarai donc en perdos”, ou seja, amarei em troca de nada, provocando, assim, uma ausência de emoção negativa ou julgamento, relativamente ao indivíduo que o magoou. Este perdão pode ser direcionado para diversos intervenientes, nomeadamente o perdoar-se a si próprio, o pedir perdão ou o perdoar os outros.


O perdoar (per-donare) está associado a uma atitude resiliente, na medida em que existe uma capacidade do indivíduo para superar o acontecimento e adaptar-se de forma saudável ao contexto. Permitindo assim que o mesmo consiga colocar um “ponto final” na ofensa, comportamento ou indignação que sentia pelo outro. Esta tomada de decisão é promotora de bem-estar, tendo em consideração que promove o equilíbrio mental e físico, aumenta a boa-disposição, fortalece as relações e prevalece no individuo sentimentos e emoções, no geral, de caráter positivo.

Tendo esta informação em conta, podemos perguntarmo-nos: “Se o perdão é algo tão benéfico e promotor de bem-estar, porque existe tamanha resistência para tomar esta atitude, quer da pessoa lesada, quer da pessoa que lesou?” Frequentemente, acreditamos que o perdão está associado a humilhação, a vulnerabilidade ou a derrota e essa representação não nos permite “libertar” o culpado do erro que cometeu. Mas, perdoar é, não só, curar-se a si próprio e poder viver sem rancor e mágoas, como também é uma atitude de mudança, de crescimento pessoal e de adaptação. Perdoar não significa esquecer o erro, mas sim aprender com o mesmo e ter a possibilidade de começar de novo.



Algumas estratégias que o podem ajudar a perdoar, quer a si, quer aos outros:

  • É importante ter tempo para refletir;

  • Revela-se necessário considerar diferentes perspetivas do acontecimento;

  • É essencial enfrentar o acontecimento com foco na solução;

  • Discutir o que sente e pensa com alguém (quer um amigo, quer um profissional);

  • Permitir a si próprio a mudança do foco negativo para positivo;


“Perdoar é ir ao passado e voltar são e salvo”

Helena Anselmo

39 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo