Direitos de Mãe!


Ser MÃE é muito mais avassalador do que ser “apenas” progenitora …ser mãe pode ser uma experiência (permanente) intensa e feliz mas também é extremamente desafiante e difícil!

No passado fim de semana, assinalou-se o dia da mãe, concomitantemente com o chegar do fim da fase de Estado de Emergência. Diria que esse estado de Emergência também se instalou em muitas famílias nestes tempos da Pandemia!


Isto serve para refletirmos que uma família é muito mais do que um simples agregado familiar e respetivos parentescos. É constituída por pessoas com as suas idiossincrasias, emoções, pensamentos, necessidades e motivações.


Tenho assistido nas consultas on-line a mães stressadas e exaustas! Estou a generalizar obviamente…mas quase todas elas relatam sentirem que os recursos que possuem estão aquém do que lhes é exigido, seja nos moldes do tele trabalho (ou das situações de incerteza financeira), na tele escola ou no ser mãe. Por vezes, parece difícil encontrarem o espaço de “proclamação” da própria identidade. Parece que nas mil tarefas que estoicamente uma mãe já tem diariamente isso se exacerbou ainda mais.


Seja na consulta on-line ou na presencial, muitas delas (e pais também) referem logo à partida “não roubo mais tempo de consulta do meu filho”. Desde logo as tento tranquilizar e refletir que não se trata de roubar tempo de consulta aos seus filhos, estão antes sim, a contribuir para uma visão dinâmica da família, por vezes também em jeito de desabafo mas, ao mesmo tempo a intervirmos em estratégias no sentido de terem a cooperação dos seus filhos e aligeirar as irritações e os gritos do dia-a-dia.


Servem no essencial estes parágrafos, para agradecer a todas as mães que amam, cuidam, falham e se sentem culpadas mas, que tentam fazer o seu melhor na circunstancia possível!


Lembrem-se, pedir ajuda seja em modo individual ou em consulta infanto/juvenil onde promovemos estratégias parentais conscientes e positivas não é para fracas! Muito pelo contrário, olharem para a vossa saúde mental, física e ter momentos de auto-cuidado é essencial, não egoísmo...

46 visualizações