As birras...aos olhos de uma mãe.




Relato de mãe:


Ser mãe é simplesmente maravilhoso! É como reviver a nossa infância, mas de modo mais intenso e noutra perspectiva. É certo que nalgumas idades as birras são uma constante, e há birras que nos tiram do sério. Aquele choro agudo porque foi contrariada, aquela teimosia e insistência "mas eu quero", a irritabilidade e a vontade de bater, magoar, expressar o que de pior sente. São horas difíceis, provas de resistência à paciência de qualquer mãe, sobretudo depois de um dia cansativo de trabalho.

Mas, e quem é que nunca perdeu a calma para logo a seguir sentir um sentimento de culpa do tamanho do mundo? Calma, digo eu para mim, de mãe para a criança que em tempos fui. Calma, é só uma fase que faz parte do crescimento, do desenvolvimento emocional, da vida.

E se pararmos um pouco para pensar, muitas vezes o comportamento dos nossos filhos são o reflexo de nós mesmas, a ansiedade, a exaustão, o acumular das rotinas, de uma vida sempre apressada...

Ser boa mãe é manter a calma, respirar fundo, deixá-los por segundos a lutar contra essa irritabilidade e incoerência emocional, para logo a seguir confortá-los e enche-los de beijos. E claro, tentar explicar as consequências do que se passou, ajudá-los a crescer! Ser boa mãe, é saber parar na hora certa, perceber que o que está mal nos nossos filhos está directamente relacionado connosco, é ter tempo para cuidar de nós, pois só assim poderemos cuidar bem deles!

E ser mãe é difícil, mas é simplesmente maravilhoso! É como viver num mundo encantado, onde impera a imaginação, a curiosidade, a inteligência, o bom-humor, a meiguice, o carinho, e no meu caso, por ser uma menina, a vaidade.


Maria João Costa [mãe de uma menina de 3 anos]

https://www.facebook.com/m.j.costaescritora


#birras

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo