Apostas Online: o que está em jogo?

No mundo das apostas online há uma questão que surge frequentemente: Como distinguir o saudável e normal do que pode ser problemático e até um vício? Esta questão aparece da parte de pais, familiares e amigos. Mas maioritariamente, a questão é feita pelo próprio: "Como é que eu sei qual é o limite? Toda a gente o faz, é normal não é? Ninguém à minha volta faz ideia…ninguém me chama a atenção, porque é que hei de parar? Hoje em dia há tanta gente a ganhar dinheiro assim."

A adição ao jogo, especificamente às apostas online, pode ser difícil de identificar porque é facilmente escondida de familiares e pessoas próximas. Comparada com outras adições não tem a mesma visibilidade, sendo possível manter uma vida dupla, por não haver degradação física, mas sim emocional e financeira. Pode ser considerada uma dependência invisível, mas nem por isso causa menos danos e sofrimento.

O jogo, de forma geral, é visto como uma experiência de lazer e diversão. Contudo, pode conduzir à perda de controlo, levando a pessoa a ser incapaz de resistir ao impulso para jogar. Praticado em excesso, pode ter um impacto negativo no funcionamento normal da pessoa nos diferentes contextos (família, trabalho, relações amorosas) e levar a consequências negativas, como dívidas e problemas financeiros.

Nos últimos tempos as circunstâncias mudaram drasticamente e com elas surgiram dependências de jogo e apostas on-line em diferentes idades e contextos sociais. Neste mundo cada vez mais virtual e com a influência da pandemia, as oportunidades de jogo e apostas online parecem ser ainda mais aliciantes e acessíveis. Os mais jovens são potencialmente mais vulneráveis à adição ao jogo e às apostas online, uma vez que têm maior acesso e que as oportunidades de jogo aumentaram. Esta dependência pode ser agravada pela fácil possibilidade de repetição e por estar disponível 24h por dia. On-line, é possível apostar simultaneamente em várias plataformas e com os smartphones conseguimos transportar casas de apostas connosco, o que acaba por alimentar o impulso de apostar.

Os padrões de comportamento nos jogos online e no jogo a dinheiro são semelhantes, sendo que a ideia que os reforça é a ideia de ganhar. Jovens que demonstrem historial de adição a videojogos têm um risco maior de virem a desenvolver outras dependências, como as apostas online. Um dos principais motivos para os jovens jogarem é a fuga à realidade, principalmente quando enfrentam a ideia de falta de competência, quer no contexto escolar ou profissional, quer ao nível das relações sociais. Muitas vezes, o jogo ou as apostas online são o único contexto no qual se conseguem ver como competentes. A aceitação social do “estar online” permite aos jovens esconderem a adição, sendo difícil para quem os rodeia identificar a situação. Em termos de fatores que possam perpetuar o desenvolvimento desta adição salientam-se: outras dependências, doença mental e dificuldades emocionais. Quanto mais a dependência evolui, maior será a perturbação e mais se tendem a viver experiências emocionais e acontecimentos de vida negativos como o divórcio, perda de suporte social, dívidas e uso de substâncias de forma a gerir emoções e pensamentos. Assim, a perturbação evolui e torna-se mais provável o desenvolvimento de outras como a Ansiedade e Depressão.

As consequências desta adição afetam diferentes áreas de vida, como a financeira e relacional: deixa de haver a capacidade monetária para realizar atividades de lazer como férias, o dinheiro não chega para pagar os encargos mensais, criam-se dívidas e alimentam-se relações disfuncionais de forma a garantir a capacidade financeira ou originam-se conflitos nas relações íntimas ou familiares. Em termos do mal-estar psicológico a consequência mais imediata é a necessidade constante de mentir, manipular e esconder de familiares o que está a acontecer, o que cria sentimentos de culpa, vergonha, frustração e impotência. Se o comportamento for mantido no tempo e as consequências anteriores forem crescendo pode desenvolver-se ansiedade extrema, isolamento e depressão. Consequentemente, as famílias sofrem também os danos colaterais da adição, sendo que todos os elementos poderão ser afetados social e emocionalmente. Perante comportamentos excessivos de jogo ou apostas on-line é importante avaliar a situação e agir de forma a quebrar esses padrões, pedindo ajuda a familiares, amigos ou a um profissional.

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo