A relação entre pais e filhos adolescentes

Tendo em conta o ciclo vital da família, a etapa da família com filhos adolescentes é considerada a mais longa e difícil do percurso, uma vez que exige um constante equilíbrio entre as exigências do sistema familiar e as aspirações de cada membro da família. Acontecem grandes mudanças nos adolescentes nomeadamente cognitivas, emocionais, físicas, sociais, intelectuais, sexuais, entre outras; este fomenta movimentos de autonomia e embarca na construção da sua identidade pessoal. Estas tarefas de desenvolvimento podem, por vezes, ser vividas de forma conturbada no seio familiar, por constituir uma alteração aos papéis e posições familiares.  


Sugerimos algumas dicas que se traduzem em estratégias de aproximação ao seu filho e consequentemente, num desenvolvimento mais saudável da sua identidade:


- Esteja disponível para ouvir o seu filho e perceba os seus medos e problemas;

- Ouça mais do que fale, mesmo que não goste do que o seu filho lhe está a dizer. Não tem de concordar com tudo, mas valorize as suas opiniões. Tenha uma atitude positiva;

- Não lhe fale só de escola, parece que tudo na vida dele se resume ao contexto escolar. Muitas vezes eles não falam connosco porque a nossa conversa não tem interesse nenhum. Inicie a conversa pedindo-lhe para contar qualquer coisa boa do seu dia, por exemplo;

- Pense antes de falar. Não goze com o que o seu filho lhe conta, ele poderá sentir-se incompreendido. Evite frases críticas que, de alguma forma podem inibi-lo. Demonstre tolerância e aceitação;

- Compreenda que falar sobre determinados assuntos pode ser difícil para o seu filho e reconheça esse facto perante ele. Dê-lhe espaço e tempo;

- Interesse-se pelo seu mundo: a linguagem que usa, as músicas, ídolos, quem são os amigos, mas sem invadir a sua privacidade. Deve estar sempre disponível para conversarem sobre qualquer assunto, incluindo drogas, sexo, doenças sexualmente transmissíveis, sem constrangimentos;

- Fale também de si, do seu dia e das suas atividades pois isso contribui para a criação de um espaço de partilha entre vós;

- Crie um espaço para a negociação, ou seja, aceite os seus pedidos, mas coloque limites razoáveis, sempre apoiados na argumentação;

- Desenvolvam atividades em conjunto que sejam prazerosas para ambos. Por vezes, os ambientes informais deixam os adolescentes mais à vontade.

- Utilize o encorajamento e reforço dos aspetos positivos e conquistas, cultivando a auto-estima e auto-confiança.

- O mais importante que os filhos necessitam dos pais é o amor e seguidamente a estrutura. Seja firme, mas justo. Vá ajustando as regras conforme demonstrem mais maturidade e transmita-as da forma mais clara possível, explicando-as. Estas devem ser cumpridas por todos.

0 visualização