5 Sinais preditores de divórcio

Atualizado: 8 de Nov de 2019

Manter um relacionamento ou casamento durante vários anos não é tarefa fácil. É necessário conjugarem-se valores, características de personalidade e fatores de crescimento, sempre a par da mesma balança. Muitos são os obstáculos que se encontram ao longo do caminho e só com muito amor, respeito, cedências e tolerância se faz um casamento perdurar.


Com o passar dos anos, as relações têm tendência para se desgastar se não forem 'regadas' todos os dias e se os casais se acomodarem à rotina e derem o outro como 'garantido'.


Já se interrogou se o seu casamento já teve melhores dias? Sente-se cansado e que o relacionamento com o seu parceiro já não é o que era? Confira estes 5 sinais que podem indicar que a sua relação não está bem e que estará na eminência de um divórcio:


1. Discussões com início agressivo


Quando abre a porta de casa a primeira troca de palavras são críticas e injúrias? Se cada vez que há comunicação entre o casal isto se verifica, algo não está bem.


2. Crítica, defensividade e afastamento emocional


A existência de crítica de forma global, em forma de menosprezo (exemplos: sarcasmo, cinismo, humor hostil, revirar os olhos, etc) dificulta a interacção entre o casal e provoca, muitas vezes, uma atitude defensiva no outro. Desta forma, se um dos elementos se está a tentar proteger de alguma forma, não está a integrar as sugestões que o parceiro lhe poderá fazer e assim aumenta a distância emocional entre o casal.


3. Negatividade intensa


Quando a negatividade de um dos elementos do casal é tão intensa e repentina que deixa o outro assoberbado e em estado de choque.


4. Linguagem corporal


Quando existem mudanças fisiológicas provocadas pela negatividade intensa sentida anteriomente (por exemplo: aumento do ritmo cardíaco, secreção da adrenalina, aumento da pressão sanguínea) que impossibilitam manter a discussão, uma vez que a capacidade de processar a informação é reduzida, dificultando que o parceiro preste atenção ao que se está a dizer. Estas mudanças fisológicas, acabam por provocar dois tipos de resposta, que são ou a de luta (crítica, defensividade) ou de fuga (em que é criado um 'muro' que leva à resusa da discussão e/ou conflito, indicando desvalorização, uma vez que só se discute com outra pessoa quando vale a pena).


5. Tentativas de "reparação" falhadas


6. Más memórias


89 visualizações